Pomada Cicatrizante Zoetis Ganadol

Pomada Cicatrizante Zoetis Ganadol

Marca: ZoetisModelo:0000594

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete


 

Pomada Cicatrizante Zoetis Ganadol

Imagens meramente ilustrativas.
Consulte a tabela de opções disponível do produto antes de realizar a compra. 

-Pomada com ação antibiótica e bactericida;

-Mantém a ferida limpa e livre de secreções purulentas;

-Ideal para cortes, escoriações e cicatrizes de cirurgias;

-Embalagens contendo 50 g.

-PRODUTO ORIGINAL

 

Ganadol Pomada Zoetis


Ganadol Pomada Zoetis é indicada para aplicação em cortes, escoriações, feridas e cicatrizes resultantes de castrações e outras operações. Pode ser utilizada no tratamento de feridas infectadas e supurações de qualquer tipo.

Ganadol é uma pomada que reúne em sua fórmula a quimioterapia específica de certos agentes, o poder histopoiético e cicatrizante de outros, além de possuir antibióticos de alto poder bactericida e bacteriostático.

Seu uso é indicado para cães e gatos, além de animais de médio e grande porte, como bovinos, equinos, caprinos, ovinos e suínos. Pode ser aplicado em qualquer parte do corpo do animal.

 

Especificações do produto


Ganadol Pomada possui três componentes principais em sua composição. A ureia dissolve e elimina as secreções purulentas e os tecidos mortos, limpando a ferida e permitindo a ação profunda dos antibióticos sobre os germes da infecção.

A penicilina é um antibiótico com ação predominante sobre determinados micro-organismos, especificamente os germes gram-positivos como os estafilococos e os estreptococos, agentes comuns da supuração (ou seja, Streptococcus spp, Streptococcus pyogenes, Streptococcus epidermitis, Streptococcus aureus).

Também exerce essa ação sobre numerosos bacilos (B. anthracis Bacillus spp), bem como Pasteurella e Corynebacterium. Cria nas feridas, portanto, um meio altamente impróprio ao desenvolvimento da infecção.

A dihidroestreptomicina tem ação predominante sobre os germes gram-negativos pouco sensíveis à penicilina (E. coli, Klebsiella, Salmonella, Shigella), podendo atuar, também, sobre alguns organismos gram-positivos penicilino-resistentes (Staphylococcus Actinobacillus). A associação com a penicilina é reconhecidamente sinérgica, produzindo maiores efeitos do que a soma dos resultados dos dois antibióticos isolados.

 

Composição da Pomada Ganadol


Cada 100 g de Ganadol contém (% p/p):

Penicilina G benzatina: 1.250.000 UI
Penicilina G procaína: 1.250.000 UI
Dihidroestreptomicina (sulfato): 1,25 g
Ureia: 2,50 g
Excipiente q.s.p.: 50 g

Ganadol acompanha bula completa com todas as orientações necessárias para seu uso eficaz e adequado. Siga as orientações do médico-veterinário. Nunca inicie nem interrompa um tratamento sem conhecimento do profissional de saúde e respeite as dosagens e duração do tratamento indicadas.

 

Posologia e modo de usar Ganadol


Aplique Ganadol Pomada em quantidade suficiente para cobrir totalmente a ferida. Se possível, faça um curativo cobrindo o local com uma tira de gaze limpa e estéril. Troque o curativo todos os dias, utilizando as mesmas precauções até que haja uma cicatrização completa.
 

Ganadol serve para humanos?


O uso da pomada Ganadol em humanos não é indicado pelo fabricante do medicamento. Os estudos e aplicações foram testados e aprovados apenas para uso veterinário.

Ainda que as mesmas substâncias possam ser utilizadas para o desenvolvimento de medicamentos de uso humano, as dosagens da composição são totalmente diferentes e podem apresentar sérios riscos à saúde.

Ganadol pomada possui bula com orientações específicas para permitir seu uso em animais, não devendo ser aplicada em humanos.

 

Cuidados com o uso de medicamentos


Todo medicamento, seja ele de uso humano ou veterinário, possui orientações de tratamento desenvolvidas com base em estudos, pesquisa e testagem. Por isso, você nunca deve utilizar medicamentos de uso veterinário em humanos, nem remédios de uso humano em animais, salvo raras exceções.

Existem, de fato, alguns medicamentos para humanos que podem ser utilizados em cães e gatos, mas esses casos são poucos e bastante específicos. Para que seu uso possa trazer benefícios, deve ser consultado o médico-veterinário, para que ele possa prescrever doses e duração do tratamento de acordo com cada caso.

Nunca dê medicamentos ao seu pet sem conhecimento do profissional de saúde que faz acompanhamento dele. Mesmo que sejam remédios de uso veterinário, doses incorretas podem levar a 
sintomas de envenenamento em cachorro.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

    TOPO